Apocalyptica – Tropical Butantã, São Paulo – 26/11/2017


Por Rogério Talarico
Fotos por Bárbara Martins

Heavy Metal tocado apenas por violoncelos e uma bateria, teria como dar certo? Sim e é o que o Apocalyptica vem provando ao mundo, desde 1993. Com uma carreira consolidada, a banda está comemorando os 20 anos de seu primeiro lançamento, o álbum “Plays Metallica by Four Cellos” que foi gravado apenas com canções do Metallica.

Atualmente formado por Eicca Toppinen, Paavo Lötjönen, Perttu Kivilaakso e pelo convidado Antero Manninen nos cellos e pelo baterista Mikko Sirén, a banda que possui 80% de seus álbuns gravados apenas no formato instrumental, veio sem o vocalista Frank Perez que gravou o último lançamento “Shadowmaker” (2015), justamente por executar apenas canções do Metallica, assim como no início de sua carreira.

Com a casa parcialmente cheia, às 20h20min, um a um os integrantes subiram ao palco e com “Enter Sandman” recepcionaram o público de forma calorosa com este que é um hit do Metallica. Assim como em seu primeiro e segundo álbuns, o Apocalyptica gravou e tocou os grandes clássicos dos anos 80/90 do Metallica como as pesadas “Master of Puppets”, “Harvester of Sorrow” e “Sad but True”. Mas é claro que não deixaram de fora as canções mais lentas do grupo de thrash metal como “The Unforgiven” e “Fade To Black” sendo que, nesta última, o baterista Mikko se juntou ao grupo para tocar sua enorme bateria.

Eicca que não é o vocalista se mostrou um frontman único e interagia com todos os músicos de sua banda de forma impar. Já Paavo, era o animador de plateia que clamava palmas e cantorias do público a todo momento e Perttu era o showman da noite, que aproveitou todos os momentos para divertir os presentes e fazer uma espécia de stand-up entre as canções e, em álgumas canções, chegou ate mesmo tocar seu instrumento deitado no chão, mostrando versatilidade e esbanjando técnica. O centrado e sério Antero não falou com o público, em contrapartida foi o único cellista que não parou nem um momento e enquanto os outros 3 tocavam, brincavam e ‘bangueavam’, Antero nitidamente tocou boa parte da base de todas as cancões executadas nesta noite.

Antes de se retirar do palco para o costumeiro bis, a banda decidiu presentear o público paulistano e saiu do protocolo, ao executar “Refuse/Resist” – música gravada pelo quarteto em 1998 e lançada no álbum “Inquisition Symphony” - do Sepultura, realmente animando os brasileiros que nitidamente amam o grupo liderado por Andreas Kisser.

Em seu retorno, as belas “Nothing Else Matters” e “One” foram ás ultimas músicas tocadas e tiveram o acompanhamento dos fãs cantando as canções, acompanhando o instrumental da banda. Com a promessa de voltarem mais breve do que pensamos, provavelmente para divulgar o álbum “Shadowmaker”, o quinteto se retirou do palco após muitas palmas neste excelente show produzido e realizado pela Radio Corsário.


Set List Apocalyptica:

Enter Sandman
Master of Puppets
Harvester of Sorrow
The Unforgiven
Sad but True
Creeping Death
Wherever I May Roam
Welcome Home (Sanitarium)
Fade to Black
For Whom the Bell Tolls
Fight Fire With Fire
Orion
Escape
Battery
Seek & Destroy
Refuse Resist (Sepultura)

Encore:

Nothing Else Matters
One

Agradecimentos ao Costábile Salzano Jr. da The Ultimate Press pela atenção e credenciamento.

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter