Crucified Barbara - Inferno Club, São Paulo - 15/11/2012

Por Rogério Talarico
Fotos por Bárbara Martins


No feriado da Proclamação da República, São Paulo recebeu as suecas do Crucified Barbara para seu primeiro show em solo paulistano.

As responsáveis pela abertura do show foram as garotas do Girlie Hell. Formada por Bullas Attekita nos vocais e guitarra, Júlia Stoppa na outra guitarra, Fernanda Simmonds no baixo e Carol Pasquali na bateria, a banda entrou ao palco fazendo um ótimo som, somente com músicas de sua autoria presentes no seu disco intitulado Get Hard, lançado este ano, e sem dúvida foi a melhor escolha para abertura deste show.

Após está ótima apresentação, os paulistas do Siouxx 66 subiram ao palco para a demonstração de um Hard Rock bem cru, e animou o público principalmente nos covers de “Slave to the Grind” do Skid Row e “It´s so Easy” do Guns N’ Roses.

Às 22h30min com a casa cheia, as garotas do Crucified subiram ao palco. A banda formada por Mia Coldheart nos vocalis e na guitarra, Klara Force na guitarra e nos backing vocals, Ida Evileye no baixo e também nos backing vocals e Nicki Wicked na bateria iniciou sua apresentação com a ótima “The Crucifier” e “Play Me Hard” deu sequência, com a plateia pulando e acompanhando-as com palmas, energeticamente. “Rock Me Like the Devil” de seu novo álbum The Midnight Chase, lançado em 2012 foi bem recebida por sua pegada agitada, mesmo sendo nova e não sendo conhecida por alguns presentes.

Na sequência, a hit “Bad Hangover” e assim como “Shut Your Mouth”, alegraram o publico que compareceu ao Inferno Club. Ao som da guitarra de Klara, “Jennyfer” iniciou e mesmo com uma introdução calma, não deixou o publico menos animado, que ovacionou a banda. Depois de “Pain & Pleasure”, a banda fez um pequeno intervalo, e as garotas retornaram com “Rules and Bones” e sua intensa e marcante linha vocal de Mia.

Não menos animada, o single “Into the Fire” contou com um bom solo de guitarra de Mia e precedeu “Sex Action”, momento em que Ida falou que era um sonho estar tocando no Brasil e agradeceu ao público pela presença. O show seguiu com a intensa “Everything We Need”, depois um grande cover de “Killed by Death” do clássico Motörhead e “Losing the Game” encerrou a primeira parte do show.

Na volta, as garotas ainda executaram a calma “Count Me In”, “Rock 'n' Roll Bachelor” e só então a aclamada “In Distortion We Trust” encerrou o show às 23h50min deixando cada fã ansioso para um breve retorno, sendo uma ótima noite, uma grande comemoração no Inferno Club.

Set List:

1. The Crucifier
2. Play Me Hard
3. Rock Me Like the Devil
4. Bad Hangover
5. Shut Your Mouth
6. Jennyfer
7. Pain & Pleasure
8. Rules and Bones
9. Into the Fire
10. Sex Action
11. Everything We Need
12. Killed by Death (MOTÖRHEAD)
13. Losing the Game

Bis:
14. Count Me In
15. Rock 'n' Roll Bachelor
16. In Distortion We Trust

Agradecimentos ao Marcão da Batucada Comunicação, ao Paulo Finatto Jr. e a Solid Produtora pela atenção e credenciamento.

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter