Lacuna Coil | Hatebreed | Lamb Of God - A Seringueira, São Paulo - 31/03/2012

Por Rogério Talarico
Fotos por Bárbara Martins


A Liberation MC, conhecida por sua extrema organização e pontualizadade é uma produtora sul-americana de shows especializada em eventos de rock e heavy metal e está fazendo 20 anos de existência. Para comemorar, convidou as bandas Lacuna Coil, Hatebreed e Lamb Of God para um show histórico no A Seringueira, em São Paulo.

Ás 19h, a banda italiana Lacuna Coil capitaneada pela bela vocalista Cristina Scabbia e pelo singular Andrea Ferro já se encontrava no palco para um grande show. Sem muitas delongas, a banda iniciou seu show com “I Don't Believe In Tomorrow” e “I Won`t Tell You” com Cristina e Andrea muito animados, dividindo seus vocais em uma perfeita sintonia. Divulgando seu novo CD intitulado ‘Dark Adrenaline’ (2012) tocaram a pesada “Kill the Light” e a entusiasmada “Upside Down”, sendo ambas muito bem recebidas pelo público que lotava a casa de shows.

Relembrando o seu maior single, foi iniciada a “Swamped”, do álbum ‘Comalies’ (2002), que foi cantada em uníssono pelo público, ocorrendo até uma pequena invasão no Pit dos fotógrafos por um fã, que somente pegou na mão de Cristina talvez em agradecimento por aquela canção. O show seguiu com a pesada “Fragile” e com “Heaven´s a Lie”, outro grande hit do grupo que foi entoado aos gritos pelo público. A sombria “Senzafine” foi iniciada e não deixou barato, mesmo sendo a mais calma até então, sendo outro grande ponto alto deste show, sendo seguida por “Our Truth” e “Give Me Something More” que possui um refrão muito pegajoso e também faz parte do novo álbum. Não podendo faltar, tocaram seu mais novo single, a canção “Trip The Darkness” sendo todas cantadas com muita euforia e felicidade pelo público, fato este que foi transpassado para toda a banda que agradeceu, contente pela noite. Após uma breve pausa deram início a “Spellbound”, música de seu penúltimo álbum ‘Shallow Life’ (2009), encerrando uma curta, mas magnífica apresentação de abertura de um festival que estava apenas no início.


Hatebreed

Pontualmente às 20h30min os americanos do Hatebreed subiram ao palco para o show mais explosivo da noite. Tocaram músicas de toda a carreira da banda, dedicando “Live for this” para o público sul-americano que segundo o vocalista é o melhor do mundo, “Last Breath” dedicada ao seu ex-guitarrista Lou Richards que suicidou-se  em 2006, e musicas de CD´s recentes, como “Destroy Everything” e “They Come”.

Tocando por quase 1 hora, quase o mesmo tempo em que a banda Lacuna Coil ficou ao palco, os integrantes do Hatebreed não somente deram uma boa aula de agitação com o seu Metalcore desde o primeiro segundo do show, mas também hipnotizando seu fiel público que reagia pulando e gritando a cada refrão das musicas, mostrando que mesmo sendo a banda menos esperada da noite, cativou cada pessoa que ali estava.

Lamb Of God

Em poucos minutos, a equipe técnica retirou os equipamentos do Hatebreed do palco, autorizando assim a entrada dos americanos do Lamb of God  ao palco. Subindo pontualmente às 22h, a grupo comandado por Randy Blythe subiu ao palco bem animado, com todos energeticamente pulando no palco. Logo após a terceira música “Walk With Me in Hell”, Randy ordenou ao público que ‘Fodesse a casa de shows’, sendo atendido prontamente por seus fieis seguidores, que iniciaram um grande bate-cabeça na pista. Já em “Now You've Got Something to Die For”, o público cantou seu refrão em uníssono, recebendo os agradecimentos de toda a banda.

Após grandes passagens como “Hourglass”, “Descending” e “Laid to Rest” a banda toda se retirou do palco, não para o final do show, mas sim para o já conhecido bis que, desta vez foi diferente: enquanto a banda estava ausente do palco, foi tocada “The Passing”, mas de forma instrumental, sampleada. Passados 2 minutos a banda voltou ao palco para o delírio da galera que estava ali, proposta para voltar à agitação. Foram iniciadas “In Your Words” e “Redneck”, dois grandes exemplos de muito peso e técnica principalmente por parte do  baterista Chris Adler e do baixista John Campbell, que executavam-nas com muita destreza. Ao iniciar “Black Label” com costumeiro “Wall of Death” (movimento em que o público se separa em duas partes e se confronta, uns com os outros) um jovem na público se machucou, e ao perceber o vocalista Randy entoou o comando de “Stop”, Stop!”, prontamente parando sua banda para que o resgate retirasse o jovem as pressas, recebendo aplausos da plateia. Ao retornar, Randy solicitou a todos que ‘ficassem mais calmos’ para o término do show e assim foi ouvido ao iniciar “Omerta”, musica do aclamado CD “Ashes of the Wake” de 2004, tendo um publico mais calmo que o da música anterior, mas não menos grato pelo maravilhoso espetáculo oferecido nesses 20 anos de realização de shows da Liberation MC.

Set List Lacuna Coil:

1.I Don`t Believe in Tomorrow
2.I Won`t Tell You
3.Kill the Light
4.Upsidedown
5.Swamped
6.Fragile
7.Heaven`s a Lie
8.Senzafine
9.Our Truth
10.Give me Something More
11.Trip the Darkness
12.Spellbound

Set List Lamb Of God:

1.Desolation
2.Ghost Walking
3.Walk With Me in Hell
4.Set to Fail
5.Now You've Got Something to Die For
6.Ruin
7.Hourglass
8.The Undertow
9.Descending
10.Contractor
11.The Number Six
12.Laid to Rest

Bis

13.The Passing
14.In Your Words
15.Redneck
16.Black Label
17.Omerta

 

Agradecimentos ao Luciano Piantonni e a Liberation MC pelo credenciamento

http://www.metalconcerts.net/site/images/conteudo/Abril2012/lamb1.jpg

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter