Amon Amarth - Carioca Club, São Paulo - 24/03/2012

Por Laís Tomaz
Fotos por Renan Facciolo

Neste último sábado, dia 24 de Março, o Carioca Club foi o palco de um dos melhores shows do ano até agora, os vikings do Amon Amarth fizeram uma ótima apresentação e provaram por que são uma das maiores bandas da atualidade.

Com produção da FreePass o público contou com uma noite bem organizada iniciada pelas belas apresentações do grupo Orgo Draconis Belli demonstrando combates medievais que entreteram o público de uma forma bem diferentes do usual. Sem mais demoras e com a casa lotada as 19h30 já se ouvia uma introdução emocionante que dava o tom perfeito para a grande apresentação que viria a seguir.
A épica "War Of The Gods" deu início ao show, o marcante Johan Hegg (vocal) interagia intensamente com os fãs durante a canção. Não demorou muito para o público ir a loucura quando os primeiros acordes de "Runes To My Memory" começaram a soar, a música é definitivamente um dos maiores sucessos da banda sueca.

Muito carismático Johan Hegg esboçou algumas palavras em português, disse que era ótimo estar de volta ao Brasil e pediu desculpas pelo atraso (o que na verdade estava ótimo para os metalheads brasileiros que são quase sempre desrespeitados nessa questão) com a justificativa de que esperavam todos estarem dentro da casa para o show ser iniciado. "Destroyer Of The Universe" retomou o tom de Surtur Rising, último álbum da banda, mas nem por isso menos celebrada pelos presentes. Essa é uma daquelas músicas que provam que a banda não é previsível como muitos alegam, é rápida, tem um refrão contagiante e um solo bem executado pelo guitarrista Anders Hansson. Na mesma leva e sem mais demora "Live Without Regrets" e sua mensagem inspiradora foi cantada em alto e bom som pelo público e antecedeu a maravilhosa "Thousand Years Of Opression", canção mais lenta, mas não por isso menos contagiante, os vocais graves e profundos no inicio impressionam muito e não perdem volume algum ao vivo, provando que além de simpaticíssimo, Johan Hegg não deve nada como cantor, definitivamente uma das mais belas músicas da noite!

De volta as mais antigas "The Persuit Of Vikings" foi um momento ilustre do show, era claro na expressão dos integrantes o quanto eles estavam maravilhados com o público brasileiro que cantava sozinho o refrão e demonstrava todo o carinho pela banda, antes do último refrão o vocalista deu uma última chance a todos brincando: "Eu quero que todo mundo cante, todos aqui presentes, com o maior volume possível, mesmo que você não saiba a letra, é Death Metal, ninguém sabe a diferença". E claro, foi atendido!

"For Victory or Death" foi dedicada aos vikings brasileiros e teve um belo solo tocado dessa vez pelo guitarrista Olavi Mikkonen. "The Hero" do ótimo álbum Twilight of the Thunder God foi grandemente aplaudida, valendo até gritos de "Ole ole Amon Amarth" por vários minutos! Outro clássico "Valhall Awaits Me" foi tocado antes de retornar ao último lançamento com "Slaves of Fear", seguida pelas mais antigas "Fate of Norns" e "Bleed For Ancient Gods", elas completaram uma setlist variada que agradou a maioria dos fãs.

"Under THe Northern Star", "Free Will Sacrifice" e "Cry Of The Blackbirds" seguidas e poderosas, agitaram o Carioca Club e demonstraram uma ótima interação entre os músicos da banda e os fãs. A monstruosa "Death In Fire", se me permitem a graça, incendiou o público brasileiro! Pedida desde o início do show, com certeza era uma das mais esperadas e é uma das melhores músicas do Amon Amarth, eles não deixaram a desejar ao vivo e marcaram perfeitamente um dos pontos altos do show!

"Victorious March" com seu som mais cru característico dos primeiros álbuns do Amon Amarth fecharam a primeira parte do show. Após uma pequena pausa outra introdução foi iniciada, dessa vez com efeitos que lembravam a tempestades e ondas, uma trilha sonora perfeita para um cenário de batalhas vikings e lá estavam de volta ao palco os nossos heróis vikings da noite para nos presentar com o hino "Twilight Of The Thunder God", uma das obrigatórias para um show perfeito dos suecos.

Da mesma era "Guardians of Asgaard" e seus riffs característicos fecharam um show maravilhoso e completo feito pelo Amon Amarth. Os caras demonstraram uma simpatia sem igual com o seus fãs, agradeceram intensamente até comparando-os com os fãs 'frios' de sua terra natal. Tenho certeza que para a grande maioria dos fãs o show foi perfeito, a banda tem uma ótima presença de palco sem deixar decair a qualidade da execução, não deixaram nenhum sucesso de fora e trouxeram o melhor do viking metal as terras brasileiras!

Deixo aqui também minha admiração a organização da FreePass pelo comprimento dos horários, para quem mora longe foi ótimo poder chegar em casa cedo e seguro depois de um show memorável, mais produtoras deviam seguir esse bom exemplo!

Set List:

1. War Of The Gods
2. Runes To My Memory
3. Destroyer Of The Universe
4. Live Without Regrets
5. Thousand Years Of Oppression
6. Pursuit Of Vikings
7. For Victory Or Death
8. The Hero
9. Valhalla Awaits Me
10. Slaves Of Fear
11. Fate Of Norns
12. Bleed For Ancient Gods
13. Under Norther
14. Free Will Sacrifice
15. Cry Of The Black Birds
16. Death In Fire
17. Victorious March

Bis:

18. Twilight Of The Thunder God
19. Guardians Of Asgaard

Agradecimentos a Produtora Free Pass, Heloisa Vidal e ao Renan Facciolo por nos ter cedido as fotos.

Fonte (Fotos): Renan Facciolo

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter