Dying Fetus - Manifesto Bar, São Paulo - 14/01/2012

Por Rogério Talarico
Fotos por Bárbara Martins

O ano de 2011 foi marcado por grandes lançamentos de CD´s e também por grandes passagens de bandas pelo Brasil. Mas quem achava que o ano de 2012 seria diferente, ledo engano. Já temos confirmado passagens de bandas de diversos estilos, de Within Temptation à Sebastian Bach e para abrir este ano, a primeira banda à nos visitar foram os norte americanos do Dying Fetus, que passaram pelo Manifesto Bar em São Paulo no último dia  14.

Às 19h30min a banda Gestos Grosseiros subiu ao palco para levantar o pequeno público de aproximadamente 100 pessoas, público este que só se levantou mesmo em sua penúltima música, um cover da banda Kreator. Logo após, os brasileiros do Vomepotro entraram em ação e animaram o público desde sua 1ª música, fazendo parecer até que eram a banda principal da noite.

Com o público um pouco cansado após uma roda de bate cabeça intensa, às 21h47min os norte americanos John Gallagher (vocal/guitarra), Sean Beasley (baixo/vocal) e Trey Williams (bateria) subiram ao palco para animação geral do público que agora já estava em peso, e lotava a casa de shows.

Após 20 anos de carreira e com 8 CD´s no currículo, a banda  iniciou o set da noite com ‘’ Justifiable Homicide’’, do álbum “Destroy the Opposition” de 2011. Após, o show seguiu com “Intentional Manslaughter”, ‘’ Shepherd's Commandment’’ e “Homicidal Retribution”, com a banda toda muito entrosada  e o público alvoroçado desde a primeira palhetada  de guitarra da banda, público este que invadia o palco perseverantemente para dar ‘moshpits’  em cima de todo o público, movimento que não parou até o final do show.

O show continuou com grandes musicas: “Descend into Depravity” do álbum com mesmo nome, “One Shot, One Kill” do álbum “Stop at Nothing” lançado em 2003 e a rápida ‘’ Tearing Inside The Womb”, em que o destaque foi para o Trey e sua enorme coordenação motora ao controlar sua bateria. Com o público indo ao delírio e batendo cabeça como se fosse uma coreografia, a banda que brincou com o público durante todo o show, anunciou sua última  e forte música, “Kill Your Mother, Rape Your Dog”, e foi como uma ordem pro público utilizar suas últimas forças e cantar o refrão em uníssono com a banda, que se despediu brevemente do público paulistano, que certamente voltou pra casa com dores no pescoço, mas muito felizes pelo show que presenciaram.

Set List:

1.Justifiable Homicide
2.Intentional Manslaughter
3.Shepherd's Commandment
4.Homicidal Retribution
5.Descend into Depravity
6.One Shot, One Kill
7.Tearing Inside the Womb
8.Eviscerated Offspring
9.Your Treachery will Die with You
10.Grotesque Impalement
11.Praise the Lord (Opium of the Masses)
12.Pissing Mainstream
13.Kill your Mother / Rape your dog

Agradecimentos: Produtora Dark Dimensions

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter