MaYan - Carioca Club, São Paulo - 26/11/2011

Por Carol Flores
Fotos por Bárbara Martins

A noite do ultimo dia 26 em São Paulo não foi menos do que memorável para os fãs de metal: a banda MaYan, considerada um dos destaques da cena recente, esteve no Carioca Club finalizando sua primeira turnê na América Latina, e a primeira fora da Europa, com diversos convidados que fizeram este show ser ainda mais especial.

Desde cedo os fãs faziam fila em frente ao Carioca Club e, entre as expectativas para o show e comentários sobre os músicos convidados, o assunto do momento era a presença da cantora Floor Jansen. Recentemente diagnosticada com a Síndrome de Burn Out (esgotamento físico e psicológico devido ao trabalho excessivo), a ex vocalista do After Forever teve mesmo que cancelar recentemente uma turnê em terras latinas com sua nova banda: ReVamp. Para surpresa de todos, a presença da cantora foi confirmada apenas dias antes do show do MaYan, sendo algo exclusivo para os fãs brasileiros, o que aumentou ainda mais a ansiedade dos presentes.

Além de Floor, Simone Simons (Epica),  Laura Macri e Henning Basse (Sons Of Seasons) completam o time de convidados. Quem pensou que a presença de tais músicos poderia ofuscar o show da atração principal, ou mesmo que aqueles seriam necessários para o sucesso da turnê, comprovou que na verdade o MaYan se sustenta sozinho. Liderados brilhantemente por Mark Jansen (vocal Epica), Isaac Delahaye (guitarra Epica, ex-God Dethroned), Frank Schiphorst (guitarra Symmetry), Rob van der Loo (baixo ex-Delain, ex-Sun Caged), Jack Driessen (teclado ex-After Forever) e  Ariën van Weesenbeek (bateria Epica, ex-God Dethroned) esbanjaram presença de palco.

Quatro das músicas mais pesadas do álbum de lançamento do MaYan, Quarterpast, foram as escolhidas para o inicio do show: Symphony Of Aggression, Mainstay Of Society, The Savage Massacre e Course Of Life (precedida pela intro Quarterpast) animaram público e banda. O contraste já muito conhecido pelos fãs de Epica entre o canto gutural de Mark e o lírico de Simone se destacou em Mainstay Of Society, enquanto cada aparição e Floor no palco enlouquecia os fãs. Também Henning teve certo destaque em Quarterpast e principalmente em Course Of Life, uma das melhores músicas do álbum de estréia do MaYan onde divide os vocais com Mark. A interação no palco entre os dois vocalistas também merece ser mencionada, o que promete futuras parcerias.

Após elogiar o público com um simples "Vocês são foda!", Mark chama ao palco a cantora Laura Macri que executa fielmente a bela Essenza Di Te. De volta ao palco, Mark pergunta se os presentes querem escutar algo do Epica e logo depois é a vez de Incentive. Celibate Aphrodite fecha essa primeira parte do show e prepara os fãs para a primeira grande surpresa da noite.

Chamando Henining de volta aos vocais, Mark sai de cena enquanto Henning e o restante da banda executam um medley com clássicos do Iron Maiden entre eles Run To The Hills, The Number Of The Beast e Fear Of The Dark. Os bangers presentes responderam cantando junto com a banda, com destaque para Isaac e Ariën. Pensando em agradar o público com covers de grande fama na cena metal, o MaYan poderia ter usado parte desse tempo para quem sabe apresentar algo inédito, ou até mesmo alguma do Epica com os vocais do Mark. A próxima música a ser tocada foi Bite The Bullet, finalizando a primeira parte do show.

Laura Macri ainda teria mais uma oportunidade de contagiar o público ao cantar "Quando me'n vo" da Ópera La Bohème. Mesmo saindo um pouco da proposta de som do MaYan, que tende a ser mais pesado do que clássico, a participação de Laura agradou muito os fãs.

Em Drown The Demon foi a vez de Simone e Floor se destacarem, fazendo desta uma das músicas mais fiéis a gravação do álbum quando tocada ao vivo. War On Terror e Sinner’s Last Retreat foram as próximas do setlist que foi composto por praticamente todas as músicas do Quarterpast.

Chamada ao palco para assumir os vocais, Simone anuncia uma das músicas de mais sucesso do Epica: Cry For The Moon. Com Coen Janssen nos teclados era o Epica que se encontrava no palco, enlouquecendo os fãs que acompanhavam Simone no canto. Seria um belo final de show, mas nada comparado ao que veio após: a combinação Floor e Follow In The Cry. Muitos dos presentes infelizmente não tiveram oportunidade de ver o After Forever em uma apresentação ao vivo, sendo este momento do show um presente inimaginável. Era notável como Floor estava tocada com a receptividade e carinho dos fãs brasileiros, também levando em conta o tempo que já estava longe dos palcos devido ao seu problema de saúde. Foi com certeza um momento tão especial para ela quanto para os fãs que lá estavam e só temos que agradecer o esforço de toda a produção do evento para trazê-la.

Na noite dos grandes nomes do metal holandês em São Paulo, dois deles roubaram a cena: Mark e Floor. Um por estar à frente de algo que não está tão acostumado, mas se saindo muito bem e a outra por ter provado que apesar das dificuldades está 100% pronta para voltar aos palcos. Os que estiveram presentes no Carioca Club no último sábado podem se sentir privilegiados pois realmente viram uma apresentação única que dificilmente ocorrerá outra vez por terras brasileiras.

Assista abaixo "Drown The Demon" com partticipação de Simone Simons e Floor Jansen

 

 

Set-list

1. Symphony of Aggression
2.  Mainstay Of Society
3.  The Savage Massacre
4.  Quarterpast
5.  Course Of Life
6.  Essenza Di Te
7.  Incentive (Epica cover)
8.  Celibate Aphrodite
9.  Iron Maiden Medley (The Number of the Beast, The Trooper, Fear of the Dark, Run to the Hills)
10. Bite The Bullet

Encore:

11.  Drown The Demon
12.  Quando me'n vo

13.  War On Terror
14.  Sinner's Last Retreat
15.  Cry for the Moon (Epica cover)
16.  Follow in the Cry (After Forever cover)


Agradecimentos: Produtora Dark Dimensions

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter