Zakk Wylde - Carioca Club, São Paulo - 22/08/2015

Por Rogério Talarico
Fotos gentilmente cedidas por Edu Lawless da Free Pass Entretenimento

Zakk Wylde já é figurinha carimbada no Brasil. Após algumas aparições ao lado de Ozzy Osbourne, o Deus da guitarra já veio ao Brasil 4 vezes com sua banda solo, a pesadíssima Black Label Society. Porém algo inusitado ocorreu no último sábado, dia 22: Um show acústico. Apresentações deste porte de ícones consagrados no Metal não são muito vistos por aqui, porém, a Free Pass Entretenimento trouxe essa lenda para uma singular apresentação no Carioca Club, em São Paulo.

Com casa lotada, às 19h05min, Zakk Wylde acompanhado por seu fiel guitarrista Dario Lorina subiu ao palco da conhecida casa de shows ao som de “The Battle of Evermore” do Led Zeppelin. Com Zakk e Lorina em seus violões – customizados, com o símbolo de sua banda-,iniciaram sua apresentação com “Losin' Your Mind” de sua antiga banda, Pride & Glory. Seu timbre é único e peculiar e já nesta primeira canção, Zakk arrancou gritos da plateia. “Suicide Messiah” foi a próxima a ser executada e “abriu as portas” para os clássicos do BLS (sigla de como a banda é conhecida). Em versões acompanhadas por Zakk no piano, “Road Back Home” e “Spoke in the Whell” ganharam uma versão especial e somente no final desta canção Zakk emitiu seu primeiro contato com o público e soltou um tímido “Hi!”, emendando com “Machine Gun Man” também do Pride & Glory.

Que Zakk é um guitarrista virtuoso, isso todo mundo sabe. Porém Dario não ficou atrás e se mostrou um bom aluno e, nas canções que seguiram, o público paulistano pode conferir um pouco de sua habilidade nas 6 cordas. Dentre as próximas execuções, as que mais fizeram a cabeça do público foram a clássica “In This River”, “Throwin' It All Away” e também “The Blessed Hellride”, com certeza uma das mais esperadas da noite. No meio das canções citadas, Zakk não esqueceu de suas músicas gravadas em seu último álbum (Catacombs of Black Vatican, lançado em 2014) e presenteou os fãs com canções como “Scars”, “Empty Promisses” e também uma versão inusitada de “My Dying Time”.

Como costumeiramente faz com o Black Label Society, Zakk então encerrou sua apresentação com a ótima “Stillborn”, momento em que se levantou de sua cadeira e solou fervorosamente na frente do palco, sendo  ovacionado pelo público. Sem muito se comunicar durante todo o show, Wylde esticou sua mão em direção ao público e pegou uma guitarra de um fã, autografou junto a Dario e devolveu, mostrando apreço pelo fãs paulistanos. Acústico ou não, esperamos que retorne em breve e demonstre todo o seu talento novamente, sempre será um prazer rever este monstro no palco.

Set List:

Losin' Your Mind (Pride & Glory)
Suicide Messiah
Road Back Home
Spoke in the Wheel
Guitar Solo
Machine Gun Man (Pride & Glory)
Sold My Soul
In This River
Scars
Empty Promises
Throwin' It All Away
The Blessed Hellride
My Dying Time
Stillborn

Agradecimentos a Heloísa Vidal e a Suelen Domingues da Free Pass Entretenimento pela atenção e credenciamento.

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter