Resenha "Rammstein", Rammstein

Por Rogério Talarico

Como anteriormente informado, em nossas redes sociais, a MetalConcerts.net teve acesso exclusivo ao novo álbum do Rammstein, que leva o próprio nome da banda. O evento de audição aconteceu no escritório da Universal Music, em São Paulo . O álbum que será lançado dia 17 de maio no mundo todo, foi produzido por Olsen Involtini que já trabalhou anteriormente com a banda nos álbuns “Mutter” e “Reise Reise”. Riffs marcantes, linhas vocais insanas, muitas partes eletrônicas e peso na medida resumem o novo álbum dos alemães, que surpreendem a cada lançamento. Este que vos escreve contará em detalhes, canção por canção, sobre a visão de um dos álbuns mais aguardados do ano.

Na imagem acima a capa de "Rammstein"

“Deutschland” (05:26)
O primeiro single lançado abre o CD e dá “boas vindas” ao que vem a seguir. Com sintetizadores, a música começa seguida por expressivas linhas vocais. Contando um pouco da história da Alemanha, de forma crítica, a música tem várias nuances e permanece quase toda calma, apenas com teclado, sintetizadores e riffs de guitarra até um explosivo e marcante refrão.

“Radio” (04:37)
A segunda canção deste álbum também é o segundo single divulgado pela banda. Também com início eletrônico comandando pelo tecladista Christian “Flake” Lorenz e com riffs de guitarras massantes e repetitivos, a música possui uma grande referência a uma “marcha militar”, um pegajoso refrão além de solos de teclado/sintetizadores e, finaliza com os instrumentos em forma crescente assim como outra canção do grupo, a conhecida “Benzin” do álbum Rosenrot (2005).

Zeig Dich (04:16)
Talvez a mais marcante deste lançamento pela forma surpreendente como inicia, com coral estilo canto gregoriano em meio a alguns riffs de guitarras parecidos com os executados em “Zerstören”, também do álbum Rosenrot (2005). Além de possuir uma notável presença do baterista Christoph Schneider comandando a música, continua com Till Lindemann cantando boa parte da canção com palavras isoladas e um instrumental muito pesado, até finalizar da mesma forma que começou, com coral.

Ausländer (03:52)
A mais dançante do álbum. Com bastante elementos eletrônicos do início ao fim da canção, Lindemann inicia a canção quase que à capella, de forma bem marcante e insana permanece cantando, sendo o ponto alto da canção. É a música que mais tem sintetizadores e menos guitarras e peso do álbum.

Sex (03:56)
Iniciar com teclados e sintetizadores é a ‘marca de introdução’ deste álbum. Com todos os instrumentos entrando juntos, a música permanece no mesmo ritmo até que Lindemann convida quem está ouvindo para transar ao som de um refrão frenético. Com algumas risadas insanas e mais teclados, termina com Till brandando a palavra “Sex”.

Puppe (04:33)
Assim como “Spieluhr”, do álbum Mutter (2001), esta inicia-se com Till cantando de forma calma. De forma crescente tanto voz e instrumental levam o ouvinte a uma ambientação mais sombria, densa, agressiva, sendo para mim o ponto alto do CD. Com um soturno refrão e linhas de baixo extremamente audíveis, termina ao som de um calmo teclado.

Was Ich Liebe (04:30)
Com uma pesada bateria, sintetizadores eletrônicos e linhas vocais tênues a música provavelmente é a mais cadenciada do álbum e se mantem de uma unica forma por quase toda canção. Possui algumas repetições da primeira estrofe da música e uma pequena paralisada no som dos instrumentos antes de findar ao som de uma gaita.

Diamant (02:33)
Ao som de acordes de violão, Till recita os versos da canção com um tom sombrio e triste. Certamente a mais calma e pode ser considerada a “balada” do CD, além de ser a mais curta.

Weit Weg (04:19)
Após a calmaria da canção anterior, “Welt Weg” retoma o clima do álbum. Ritmada, possui linhas vocais compassadas, assim como o instrumental que se mantem constante, sem muitas viradas durante a música. Termina de forma semelhante a outro hit do grupo: a conhecida “Mein Herz Brennt” (Mutter, 2001).

Tattoo  (04:10)
Com riffs marcantes de guitarra e bateria, retoma o êxtase do início do álbum. Linhas vocais expressivas e com um caótico, pesado e conturbado refrão, possui uma ótima sequência de baixo executado por Oliver Riedel. O ápice da canção acontece no final, com as fortes linhas vocais de Till.

Hallomann (04:09)
Inicia com o baixo de Oliver e Till cantando calmamente. Christoph, então, com sua bateria dita um novo ritmo para ela, mudando totalmente sua cadência e direção da canção, transformando-a praticamente e outra. A música possui um refrão épico e finaliza de forma única com teclados de Flake e com um coral solfejando um trecho da canção.

“Rammstein” é mais uma obra prima executada por essa banda que já possui 25 anos de história e mais de 20 milhões de discos vendidos no mundo, digna de uma espera de 10 anos sem lançar um álbum de estúdio. Bem trabalhado, “Rammstein” não inovou e manteve a essência dos alemães e certamente agradará todos os fãs que não veem a hora da próxima sexta-feira chegar.

Agradecimentos à Jennifer Mello da Universal Music Brasil pelo convite e atenção.

Como anteriormente informado, em nossas redes sociais, a MetalConcerts.net teve acesso exclusivo ao novo álbum do Rammstein, que leva o próprio nome da banda. O evento de audição aconteceu no escritório da Universal Music, em São Paulo, anunciando o lançamento mundial no dia 17 de maio de 2019. O álbum “Rammstein” contou com a produção de Olsen Involtini, que trabalhou anteriormente com a banda nos álbuns “Mutter” e “Reise Reise”. Riffs marcantes, linhas vocais insanas, muitas partes eletrônicas e peso na medida resumem o novo álbum dos alemães, que surpreendem a cada lançamento. Este que vos escreve contará em detalhes, canção por canção, sobre a visão de um dos álbuns mais aguardados do ano.

“Deutschland” (05:26)

O primeiro single lançado abre o CD e dá “boas vindas” ao que vem a seguir. Com sintetizadores, a música começa seguida por expressivas linhas vocais. Contando um pouco da história da Alemanha, de forma crítica, a música tem várias nuances e permanece quase toda calma, apenas com teclado, sintetizadores e riffs de guitarra até um explosivo e marcante refrão.

“Radio” (04:37)

A segunda canção deste álbum também é o segundo single divulgado pela banda. Também com início bem eletrônico comandando pelo tecladista Christian “Flake” Lorenz e com riffs de guitarras repetitivos, a música possui uma grande referência a uma “marcha militar”, um pegajoso refrão além de solos de teclado/sintetizadores e, finaliza com os instrumentos em forma crescente assim como outra canção do grupo, a conhecida “Benzin” do álbum Rosenrot (2005). 

Zeig Dich (04:16)

Talvez a mais marcante deste lançamento pela forma surpreendente como inicia, com coral  estilo canto gregoriano em meio a alguns riffs de guitarras parecidos com os executados em “Zerstören”, também do álbum Rosenrot (2005). Além de possuir uma notável presença do baterista Christoph Schneider comandando a música, que continua com Till Lindemann cantando boa parte da canção com palavras isoladas e um instrumental muito pesado, até finalizar com mais corais.

Ausländer (03:52)

A mais dançante do álbum. Com bastante elementos eletrônicos, Lindemann inicia a canção quase que à capella e de forma bem marcante e insana permanece cantando, sendo o ponto alto da canção. É a música que menos tem guitarras e peso do álbum. 

Sex (03:56)

Iniciar com teclados e sintetizadores é a ‘marca de introdução’ deste álbum. Com todos os instrumentos entrando juntos, a música permanece no mesmo ritmo até que Lindemann convida quem está ouvindo para transar ao som de um refrão frenético. Com algumas risadas insanas e mais teclados, termina com Till brandando a palavra “Sex”.

Puppe (04:33)

Assim como “Spieluhr”, do álbumMutter (2001), esta inicia-se com Till cantando de forma calma. De forma crescente se torna densa, pesada, sombria e agressiva, sendo para mim o ponto alto do CD. Com um soturno refrão e o baixo extremamente timbrado, termina com teclados .

Was Ich Liebe (04:30)

Com baterias, sintetizadores e linhas vocais tênues a música começa uma cadência mais marcante do álbum . Possui algumas repetições da primeira parte e uma pequena pausa antes de acabar ao som de uma gaita. 

Diamant (02:33)

Ao som de acordes de violão, Till recita os versos da canção com um tom sombrio e triste. Certamente a mais calma e pode ser considerada a “balada” do CD, além de ser a mais curta.

Weit Weg (04:19)

Após a calmaria da canção anterior, “Welt Weg” retoma o clima do álbum. Ritmadas, as linhas vocais, assim como o instrumental, são constantes durante a música.  Termina de forma semelhante a outro hit do grupo: a conhecida “Mein Herz Brennt” (Mutter, 2001).

Tattoo  (04:10)

Com riffs marcantes de guitarra e bateria, retoma o êxtase do início do álbum. Linhas vocais expressivas e com um caótico e conturbado refrão, possui uma ótima sequência de baixo executado por Oliver Riedel. O ápice da canção acontece no final, com as fortes linhas vocais de Till.

Hallomann (04:09)

Inicia com o baixo de Oliver e Till cantando calmamente. Christoph, então, com sua bateria dita um novo ritmo para ela, mudando totalmente sua cadência. A música possui um refrão épico e finaliza de forma única com teclados de Flake e corais solfejando um trecho da canção.

“Rammstein” é mais uma obra prima executada por essa banda que possui 25 anos de história e mais de 20 milhões de discos vendidos no mundo. É um lançamento digno de uma espera de 10 anos sem lançar um álbum de estúdio. Bem trabalhado, “Rammstein” não inovou e manteve a essência dos alemães e certamente agradará todos os fãs que não veem a hora da próxima sexta-feira chegar.


 [BAM1]Não entendi muito o que vc quis descrever aqui.

 [BAM2]Não seria coral?

 [BAM3]Eu fiquei intrigada que vc acha que é a mais dançante, e falou que o cara canta à capella. Não teria mais nada pra falar da música?

 [BAM4]Poderia colocar um adjetivo aí..pra dar o feeling do som do teclado

 [BAM5]Só foi uma ideia...pra mudar a forma de introdução e a palavra inicia

 [BAM6]Achei que ficou um pouco vago

 

 [BAM7]Foi o que eu entendi do que vc tinha escrito...fiquei um pouco confusa..
e me deixa um pouco confusa iss de vc se referir a ritmo...não tem como ter ideia nenhuma do tipo de ritmo...sei que é complicado! rs


 

Delain e Vuur - Tropical Butantã, São Paulo - 17/05/2019

Com produção da Dynamo Brazilie e do projeto cultural HonorSounds, as bandas holandesas VUUR e Delain se apresentam no dia 17 de maio de 2019 no Tropical Butantã, em São Paulo.

Os ingressos estão à venda pelo site da Ticket Brasil e os valores começam à partir de R$120,00 com opção de ingresso promocional doando 1kg de alimento para campanha #corridacontrafome.

A banda VUUR, da renomada vocalista holandesa Anneke van Giersbergen (The Gathering, Gentle Storm, Devin Townsend Project, Danny Cavanagh, Ayreon), vem ao país pela primeira vez para divulgar o álbum “In This Moment We Are Free – Cities”. O grupo é formado por Anneke van Giersbergen (Vocal), Ed Warby (bateria), Jord Otto (guitarras), Ferry Duijsens (guitarras) e Johan van Stratum (baixo).

Anneke van Giersbergen será sempre conhecida como vocalista do The Gathering, mas desde que se solidificou sua carreira solo e gravou vários discos com Devin Townsend, entre outros, o interesse da cantora em criar uma nova banda cresceu cada dia mais. Para apresentar seu lado mais progressivo, Anneke formou a VUUR, uma nova banda que apresenta alguns dos melhores instrumentistas da Holanda.
O nome VUUR, traduzido do holandês como “fogo”, também pode ser interpretado como “paixão” ou “unidade”. “É como se eu estivesse procurando por contradições”, disse Anneke. “Eu quero que o meu lado mais pesado na música seja realmente pesado, e minha música acústica suave ser quase silenciosa e interna”, completou.
A banda holandesa Delain co-headliner desta incrível noite, está na estrada promovendo o último álbum de estúdio “Moonbathers”, terá a responsabilidade de realizar show em conjunto em todas as datas desta excursão brasileira. Formado por Charlotte Wessels (vocal), Martijn Westerholt (teclados), Otto Schimmelpenninck van der Oije (baixo), Timo Somers (guitarras), Merel Bechtold (guitarras) e Joey de Boer (bateria), o Delain também vem ao país para divulgar o EP “Hunter's Moon”, que será lançado no dia 22 de fevereiro.

Serviço: Delain e Vuur
Local: Tropical Butantã
Endereço: Av. Valdemar Ferreira, 93 - Butantã, São Paulo - SP,

Ingressos:

Compre online e parcele em até 12x:



 

No próximo sábado acontece o Woodstock Grass #1 no Augusta 339!

Sábado dia 18 de Maio de 2019 acontecerá o primeiro Woodstock 339! Um festival de música pensado para unir público e bandas, nas casas que promovem o som autoral em São Paulo.
Nesta primeira edição, o festival contará com as bandas Turmallina, Drama Fox, Cuidadosamente Aleatória e Zanatas. Também ocorrerá um flash tattoo realizado pela tatuadora Lolatattooist!

Confira abaixo o serviço do show:

Serviço: Woodstock Grass #1
Local: Av Augusta, 339
Ciade: São Paulo - SP
Horário: Á partir das 23h.

Lineup:
23:30 - Turmallina
00:30 - Drama Fox
01:30 - Cuidadosamente Aleatória
02:30 - Zanatas

Ingressos:
De R$20,00 a R$25,00.

Pontos de venda:
Local: Av Augusta, 339

Links relacionados:

https://www.facebook.com/events/432944687481032/
https://www.facebook.com/cuidadosamentealeatoria/

 

Mark Farner se aprresenta no Brasil novamente em Maio


Depois de um bem sucedido giro pelo Brasil em 2017, a lenda americana Mark Farner irá voltar ao território nacional para mais uma série de apresentações inesquecíveis para todo aquele que curte música de qualidade.
Dono de uma carreira lendária, seja solo ou com o Grand Funk Revival, Mark Farner é um daqueles artistas que provocam reações catárticas no público durante seus shows e quem for participar das apresentações que irão acontecer no mês de maio nas cidades de São Paulo, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro poderá participar desse culto coletivo ao rock 'n roll.

SERVIÇO
Mark Farner em São Paulo/SP
Data: 10/05/2019
Local: Teatro Gamaro
Endereço: R. Dr. Almeida Lima, 1176 - Mooca
Classificação: 16 anos
Ingresso (sem taxa): Loja Joker (Galeria do Rock)


Mark Farner em Curitiba/PR
Data: 11/05/2019
Local: Teatro Bom Jesus
Endereço: R. 24 de Maio, 135 - Centro, Curitiba/PR
Classificação: 16 anos
- - -

Mark Farner em Brasília
Data: 12/05/2019
Local: Toinha Brasil Show
Endereço: SOF, Quadra 9, Guará, Brasília/DF
Classificação: 18 anos
- - -
Mark Farner no Rio de Janeiro/RJ
Data: 15/05/2019
Local: Theatro Net Rio
Endereço: R. Siqueira Campos, 143, 2º Piso - Copacabana/Rio de Janeiro
Classificação: 12 anos




 

Atração do lendário Hollywood Rock 92, Jesus Jones se apresenta, nesta sexta-feira, com formação original, em São Paulo

Uma das bandas mais importantes dos anos 90 está de volta ao Brasil! O famoso grupo inglês Jesus Jones, que conquistou o mundo com o hit “Right Here, Right Now”, se apresenta, nesta sexta-feira (03/05), na Tropical Butantã, em São Paulo, com sua a formação original. A produção é mais uma parceria Top Link Music e Rádio e TV Corsário.

O show faz parte da festa comemorativa aos 30 anos de atividades da Top Link Music, que também contará com a apresentação das bandas Massacration e Malta, além da participação especial de músicos do Angra, aclamados pela bem-sucedida turnê do álbum “Omni” concluída com 104 shows ao redor do mundo, em jam com vários artistas do rock nacional.

O evento também marcará o lançamento do livro "Rocking All My Dreams", do celebre produtor Paulo Baron em que conta histórias de sua carreira no mundo do rock e nos traz uma bela lição sobre como correr atrás de seus sonhos.

A celebração contará com exclusiva e limitada área VIP em que o público poderá vivenciar uma experiência diferenciada. Os ingressos continuam à venda pelo site da Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/festa/6523-toplinkmusic-saopaulo-sp), além de pontos autorizados em São Paulo, Osasco, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Mauá, Sorocaba, Santos, Guarulhos e Bragança Paulista (https://ticketbrasil.com.br/festa/6523-toplinkmusic-saopaulo-sp/pontos-de-venda). Mais informações no serviço abaixo.

O grupo inglês Jesus Jones, formação por Mike Edwards (vocal e guitarra), Jerry De Borg (guitarra), Al Doughty (baixo), Iain Baker (teclados) e Gen (bateria), trazem outros grandes sucessos da carreira como “Real Real Real”, “International Bright Young Thing” e “Info Freako”, além das principais composições do novo álbum “Passages” (2018), como “Where Are All the Dreams?”, “Rounding Out the Square Hole” e “How’s This Even Going Down”.

Formada por Adriano Daga (bateria), Luana Camarah (vocal), Thor Moraes (guitarra) e Diego Lopes (baixo), a banda Malta está colhendo os frutos do trabalho conquistado com muita energia, qualidade e paixão pela boa música. Este amor pela música pode ser sentido nas 11 faixas inéditas do novo álbum "IV" que já é assunto entre os fãs do grupo por sua sonoridade contundente e elementos de peso.

Já o todo-poderoso Massacration, autoproclamado “maior grupo de heavy metal de todos os tempos”, em seu retorno triunfal aos palcos, lançou o poderoso single “Metal Milf” e realizou uma extensa turnê por várias cidades do Brasil. Esta excursão resultou no disco ao vivo "Massacration - Live Metal Espancation", que bateu recorde de vendas em todo o País e manteve a banda na estrada, levando seu humor ao público do rock.

Em três décadas de atividades, a Top Link Music já realizou duas históricas edições do Live ‘n’ Louder Festival, e shows de artistas como Dio, Heaven and Hell, Scorpions, Motörhead, Dream Theather, Twisted Sister, Megadeth, Black Label Society, Misfits, Tarja, Sons of Apollo, Saxon, Rhapsody, Sisters of Mercy, Marillion, Yes, Epica, Buddy Guy, Anthrax, The Cult, Emerson, Lake & Palmer, entre outros. Ao todo, são mais de 10 mil shows e 110 bandas no currículo.

Links relacionados:
http://toplinkmusic.com
https://www.facebook.com/toplinkmusicoficial
https://www.facebook.com/RadioTvCorsario
https://www.facebook.com/jesusjonesband
https://www.facebook.com/AngraOfficialPage
https://www.facebook.com/maltaoficial
http://www.facebook.com/MassacrationOficial
https://www.facebook.com/tropicalbutanta
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR 


SERVIÇO SÃO PAULO
Top Link Music – festa de 30 anos
Realização: Top Link Music e Rádio & TV Corsário
Bandas: Jesus Jones, Malta, Massacration, jam com músicos do Angra
Data: 3 de maio de 2019
Local: Tropical Butantã
End: Av. Valdemar Ferreira, 93 – 200 metros da Estação de Metrô Butantã
Como chegar: http://www.tropicalbutanta.com.br/comochega
Horário: 20h (open doors) | 22h (Showtime)
Imprensa: Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo. | 11 964.197.206
Informações gerais: (11) 3031.0393
Evento Fb: https://www.facebook.com/events/333092037498488
Classificação etária: 16 anos. Entre 14-15 anos somente acompanhados por pai ou mãe munidos de documentos
Capacidade: 2.500 lugares
Duração: Aproximadamente 90 minutos
Estacionamento: nas imediações da Tropical Butantã (sem convênio
Estrutura: ar condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

# SETORES / PREÇOS (1º lote)
- Pista meia/promocional*: R$100
- Área Gold/promocional*: R$ 250
- Mezanino meia/promocional*: R$ 180,00
*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

# COMPRA PELA INTERNET – https://ticketbrasil.com.br/festa/6523-toplinkmusic-saopaulo-sp/
# PONTO DE VENDA OFICIAL (sem taxa de serviço): bilheteria Tropical Butantã
# PONTOS AUTORIZADOS em São Paulo, Osasco, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Mauá, Sorocaba, Santos, Guarulhos e Bragança Paulista. Consulte o ponto de venda mais próximo da sua região em https://ticketbrasil.com.br/festa/6523-toplinkmusic-saopaulo-sp/pontos-de-venda.

* Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
*** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

 

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter