Pain Of Salvation: turnê de “In The Passing Light Of Day” chega ao Brasil na próxima semana

A turnê sul americana do aclamado novo álbum do Pain Of Salvation, “In The Passing Light Of Day” se iniciará na próxima semana. Serão 4 datas no Brasil e 1 na Argentina.

As datas da turnê Sul Americana serão as seguintes:

01/02 – Rio de Janeiro/RJ @Teatro Rival
02/02 – Belo Horizonte/MG @Granfinos
03/02 – Limeira/SP @Bar da Montanha
04/02 – São Paulo/SP @Carioca Club
06/02 – Buenos Aires/AR @Roxy Live

Siga a página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/303882690089223/

Nessa nova tour, o Pain Of Salvation virá com um grande atrativo; a volta do guitarrista Johan Hallgren, um dos membros mais queridos pelos fãs da banda, que esteve desde o começo, e em seus discos clássicos. “In The Passing Light Of Day” é o décimo álbum de estúdio do Pain Of Salvation, e traz um resgate ao Prog Metal que consolidou a banda como uma das gigantes do gênero.

A formação atual traz Daniel Gildenlöw (vocal e guitarra), Johan Hallgren (guitarra, vocais), Léo Margarit (bateria e vocais), Daniel Karlsson (teclados, vocais) e Gustaf Hielm (baixo, vocais).

A produção é da TC7 produções, responsável pelas últimas três visitas do Pain Of Salvation ao Brasil.

Páginas relacionadas:
www.facebook.com/Painofsalvation/
www.facebook.com/tc7producoes/
www.facebook.com/lanciare/

Para mais informações, clique aqui.

 

Sons of Apollo: supergrupo fará turnê inédita pela América Latina

Com produção da Top Link Music, o supergrupo Sons of Apollo confirma turnê inédita na América Latina em abril de 2018 com três datas já confirmadas no Brasil o grupo fará shows em São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte.

O serviço completo será divulgado em breve pela produtora. 

Sons of Apollo é formado por Mike Portnoy (bateria) e Derek Sherinian (teclados), ambos ex-integrantes do Dream Theater, Ron “Bumblefoot” Thal (ex-Guns N ‘Roses) na guitarra, Billy Sheehan (The Winery Dogs, Mr. Big , David Lee Roth) no baixo e o vocalista Jeff Scott Soto (ex-Journey, Talisman, Yngwie Malmsteen’s Rising Force).

A história do Sons of Apollo começou nos primeiros meses de 2017. Rumores começaram a circular sobre um novo projeto secreto de Mike Portnoy e Derek Sherinian. Finalmente, no começo de Agosto a dupla revelou os detalhes ao resto do mundo, apresentando sua nova banda. 

O álbum de estreia, “Psychotic Symphony”, foi lançado em 20 de outubro pela InsideOutMusic /Sony Music e no Brasil pela Hellion Records. O trabalho alcançou grandes resultados de vendas e de crítica em todo o mundo, sendo elogiado tanto pelos fãs de Prog Metal como pelos fãs de Hard Rock. 

Mike Portnoy explica como começou o Sons of Apollo:

"Derek e eu nos reunimos pouco depois de deixar o Dream Theater em 2010 e formamos uma banda instrumental com Billy Sheehan e Tony MacAlpine. Essa foi minha primeira vez trabalhando com Derek desde os anos 90, quando ele estava no Dream Theater, e foi ótimo trabalhar com ele novamente. Desde aquela turnê, que era realmente uma coisa única, ele me cutucou para começar uma banda real, original e de tempo integral. Não tive o tempo necessário pra isso na época, pois eu tinha muitas outras coisas na minha vida e carreira. Após algum tempo, finalmente o tempo entre nós se acertou e começamos a bolar o que é hoje o Sons of Apollo".

De onde surgiu o nome de Sons of Apollo?

“Eu tenho uma lista que mantenho no meu telefone com uma centena de nomes diferentes de bandas, pois eu sempre tenho que me referir a cada vez que eu tenho uma nova banda todos os anos (risos). Então peguei a lista e Apollo era um dos nomes. Era uma palavra que nós realmente gostamos. Começamos a mexer com diferentes variações da palavra. Um dos nomes de banda original com os quais trabalhávamos era o Apollo Creed, o personagem dos filmes Rocky, mas depois de muitas discussões diferentes em diferentes variações, Derek sugeriu Sons of Apollo e parecia ser a melhor solução. Apollo é o deus da música, então com isso em mente parecia um nome apropriado", explicou Mike Portnoy.

As nove músicas de Psychotic Symphony incorporam o estilo progressivo e a proeza técnica individual de Portnoy e Sherinian compartilhada no Dream Theater, combinada com o groove de Van Halen, Deep Purple e Led Zeppelin dos outros integrantes.

Esta turnê inédita na América Latina e no Brasil promete ser um divisor de águas na carreira do Sons of Apollo. Além das músicas do álbum de estreia “Psychotic Symphony”, os fãs podem esperar muitas surpresas no set-list. 

Fonte: Top Link

 

The Dead Daisies anuncia novo álbum, "Burn It Down"

Burn It Down é uma força muscular, um tornado de baterias, uma pulverização de baixos, guitarras gritando e vocais puros e brutos. Inspirado no melhor do rock setentista adicionado aos melhores momentos de Birmingham, misturado com os melhores de Boston, Burn It Down irá fazer exatamente isso: queimar tudo em seu caminho até não haver mais nada.

Gravado em Nashville com Marti Frederiksen no comando, a banda finalizou seu quarto disco de estúdio - Burn It Down - em Dezembro com Anthony Focx na mixagem novamente e com a lenda da masterização Howie Weinberg adicionando sua mágica.

John Corabi revelou sobre o novo álbum: “Eu estou extremamente animado com o nosso novo álbum Burn It Down! Foi um prazer trabalhar com Marti Frederiksen e a banda novamente no que eu acredito ser um incrível próximo passo para a jornada do The Dead Daisies. Esse é um álbum de Rock old school!!! Aproveite e vejo todos vocês na nossa grande turnê mundial de 2018! Paz, Crabby”

Doug Aldrich foi direto e simples: “O novo álbum do The Dead Daisies irá derreter sua cara! É puro e bruto e um som completamente novo!”

Burn It Down traz uma arte totalmente criada pela banda com a execução dos brasileiros no Delorean Studio. Confira a capa do disco abaixo!

TRACKLIST

“Resurrected”
“Rise Up”
“Burn It Down”
“Judgement Day”
“What Goes Around”
“Bitch”
“Set Me Free”
“Dead And Gone”
“Can’t Take It With You”
“Leave Me Alone”

Com a banda ansiosa para sair em turnê no estilo verdadeiro de um Daisies, eles anunciaram as primeiras de muitas datas da Burn It Down Tour marcadas para 2018. Muitas outras datas serão divulgadas, incluindo o muito esperado retorno da banda para o Japão, América do Norte, México e América do Sul!

Com o baterista Deen Castronovo completando o line-up, The Dead Daisies é formado por: Doug Aldrich (Whitesnake, Dio), John Corabi (Mötley Crüe, The Scream), Marco Mendoza (Whitesnake, Thin Lizzy), Deen Castronovo (Bad English, Journey) e David Lowy (Red Phoenix, Mink). Uma coisa é certa: com pouco tempo, The Dead Daisies já impressionou muito na cena do rock e conseguiu algo que muitas bandas desejam, mas só algumas realmente conseguem: FÃS HARDCORE! Eles amam o Daisies e o Daisies ama os fãs!

Fonte: Catto Comunicação

 

MX: Capa e título do novo álbum revelados

A banda brasileira de thrash metal MX, que há pouco mais de um mês lançou o videoclipe da música “Fleeing Terror”, revelou mais detalhes sobre o seu novo trabalho que tem sido bastante aguardado, já que a banda, que retomou suas atividades em 2012, não havia lançado músicas inéditas por mais de uma década – “Re-Lapse” de 2014, trazia regravações dos clássicos da banda. Segundo as impressões de pessoas que já ouviram o novo material, as novas músicas espelham a bagagem e a maturidade da veterana banda, sem qualquer desprezo à já conhecida energia musical contagiante que sempre foi a marca característica de seus trabalhos.  O vídeo clipe recentemente divulgado dá uma boa ideia do que está por vir.

O álbum, com lançamento previsto para março de 2018 – no Brasil será lançado pela Shinigami Records – será intitulado “A Circus Called Brazil”.

A capa faz reviver o velho conhecido dos fãs, “Simon”, o padre do álbum “Simoniacal” (1988), embora, pelo título escolhido, a tônica recaia sobre o personagem que representa o sofrido povo brasileiro. Pelo que adiantaram, o álbum contará com 10 músicas e provavelmente mais uma faixa bônus. A arte da capa é de autoria do desenhista e escultor, Cleyton Amorim.

Para quem ainda não assistiu o clipe de “Fleeing Teror”, é só conferir aqui: https://www.youtube.com/watch?v=MP3Acfk1lH4

Mais detalhes de “A Circus Called Brazil”, como por exemplo, o ‘making of’ das gravações, serão divulgados nas próximas semanas.

O MX foi formado no ABC Paulista em 1985, e possui os seguintes álbuns; “Simoniacal” (1988), “Mental Slavery” (1989), “Again” (1997), “The Last File” (2000) e “Re-Lapse” (2014). A banda é considerada uma das mais importantes do gênero no país. Entre os admiradores da banda estão o vocalista do Ghost, Papa Emeritus, e Michael Amott, do Arch Enemy (ex-Carcass).

A formação da banda traz Alexandre “Dumbo” Gonçalves (guitarra e vocal), Décio Jr. (guitarra), Alexandre “Morto” Favoretto (baixo e vocal), e Alexandre Cunha (vocal e bateria).

Siga o MX em seus canais oficiais:

http://www.bandamx.com.br/
https://www.facebook.com/mxthrash/
https://www.youtube.com/channel/UCqexmmFrI5U0Z6VchJXtpcQ

Fonte: Lanciare Comunicação

 

One Arm Away: divulgado novo vídeo ao vivo Festival Abril Pro Rock

A banda One Arm Away acaba de liberar mais um vídeo com as músicas “One Arm Away” e “Destiny” do show de estreia do grupo no Festival Abril Pro Rock, em Recife, Pernambuco. Atualmente, a banda formada por Antonio Araújo (Korzus), Felipe Andreoli (Angra), Edu Garcia (John Wayne) e Rodrigo Fantoni.

Assista o videoclipe ao vivo no Abril pro Rock: https://youtu.be/dM51vFly1ac

O One Arm Away vem trabalhando em novas composições e já fala em um novo material surgindo no horizonte. “Estamos preparando um material com muita qualidade e os fãs da banda podem esperar o melhor de nós como banda”, disse o guitarrista e vocalista Antonio Araújo.

A gravação foi feita 100% ao vivo sem uso de overdubs e outros artifícios, com a ideia de trazer a verdade da performance ao vivo da banda para o público que ainda não pode estar em um show deles. O grupo promete o lançamento de um último vídeo dessa série ao vivo para fevereiro de 2018.

A gravação e mixagem do áudio ficou à cargo do pernambucano Nenel Lucena e as imagens e edição de vídeo feitas pela empresa Saturno Áudio Visual. Esse vídeo é o terceiro de uma série de quatro vídeos, e o único que trás duas músicas. “One Arm Away” e “Destiny”, compõem o material áudio visual.


Links relacionados:

https://www.facebook.com/onearmaway/
http://www.onearmaway.com/?

Fonte: Hoffman & O'brian

 

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter