Resenha: Doro Pesch - Carioca Club, São Paulo - 24/04/2011

por Rogério Talarico da MetalConcerts.net

O dia 24 de abril, domingo de Páscoa, ficará marcado na cabeça dos fãs presentes no Carioca Club para o show da magnífica "The Metal Queen", como é conhecida Doro Pesch, que ficou marcada na história do Heavy Metal pela sua antiga banda, Warlock.

Não precisava nem mesmo de banda de abertura, para a noite que viria a seguir. Às 21h30min inicou-se o show principal, com atraso de uma hora e meia do horário informado, deixando os presentes impacientes, mas não estragando o brilho da noite. Com a banda muito calorosa e agitada, iniciou-se com "Earthshaker Rock", com Doro entrando no palco e mostrando muito carisma e empolgação, motivo este que é muito conhecida em todo o mundo, terminando com Doro agradecendo em português e falando palavras como: 'Tudo bem?', 'Muito Foda!' e 'Eu Amo o Brasil!'.

Para conferir a resenha completa, CLIQUE AQUI.

 

Resenha: Motörhead - Via Funchal, São Paulo - 16/04/2011

por Rogério Talarico da MetalConcerts.net

A banda Alarde, responsável pela abertura do show, entrou no palco fazendo um som um tanto quanto diferente, meio alternativo demais para o público fanático pelo Heavy Metal, público este que não aceitou muito bem esta desconformidade de som e vaiou demasiadamente a banda, mostrando desrespeito à banda que fez o seu trabalho decentemente, mesmo que muito diferente para esta ocasião, saindo do palco, sem mais palavras, cumprindo seu papel.

Às 22h30min foram feitos os últimos ajustes no palco e nos instrumento, mostrando que dali a pouco Lemmy Kilmister acompanhado por sua trupe entraria no palco. Quando a banda não precisa de superproduções, não é necessário nem mesmo música de abertura. Kilmister, acompanhado por Phil Campbell e Mikkey Dee somente entraram no palco, agradecendo e cumprimentando o público, sem mais.

Para conferir a resenha completa, CLIQUE AQUI.

 

Resenha: Kamelot - Espaço Lux, SBC/SP - 09/04/2011

por Rogério Talarico da MetalConcerts.net

Após uma longa espera de uma hora de atraso, a noite iniciou com a banda Queen Evil fazendo a abertura do show do Kamelot, animando todos aqueles que conseguiram ver o show inteiro, finalizando com o cover de “Aces High” do Iron Maiden, realizando uma bela apresentação.

As 21h30min, o Kamelot entrou no palco com algumas alterações em seu cast, tendo como vocalista substituto da tour, Fabio Lione (vocalista do Rhapsody of Fire),  no lugar do vocalista Roy Khan por motivos de doença e algumas participações especiais como Elise Ryd do Amaranthe e Simone Simons do EPICA. Com a casa parcialmente cheia, “Rule the Word” deu inicio a uma noite cheia de supresas, com Lione mostrando sua voz marcante, pedindo gritos e mais agitação do público que somente foi perceber a noite histórica que estaria presenciando em “Ghost Opera”.” The Great Pandemonium” foi a primeira música do último álbum “Poetry for The Poisoned” tendo como destaque o solo de guitarra.

Para conferir a resenha completa, CLIQUE AQUI.

 

Resenha: Slash - HSBC Brasil, São Paulo - 07/04/2011

por Rogério Talarico da MetalConcerts.net

A banda Tempestt foi a responsável por animar o começo de uma histórica noite em São Paulo. Entrando às 20h30min, mostraram um som de qualidade, conseguindo esquentar a todos muito bem, arrancando gritos do nome de sua banda dos presentes, e executando covers de Don't Stop Believin' do Journey e Back in Black do AC/DC, fazendo o público ficar bem agitado para o show principal.

Pontualmente, às 21h30min, Slash acompanhados por Myles Kennedy (Alter Bridge) no vocal, Bobby Schneck (guitarra), Todd Kerns (baixo), Brent Fitz. (bateria), inciaram “Ghost”, musica presente seu novo projeto solo intitulado “Slash”, com grande sintonia, e Slash mostrando uma enorme presença de palco, executando riffs perfeitos, mostrando o porquê é considerado um dos melhores guitarristas da atualidade, com ele agradecendo a todos com um "Obrigado!", foi relembrado seu antigo projeto “Slash´ Snakepit”, com “Meanbone”, momento em que os fãs mais antigos desse grande ícone da música foram à loucura, partindo para “Sucker Train Blues” do Velvet Revolver.

Para conferir a resenha completa, CLIQUE AQUI.

 

Resenha: Exciter - Carioca Club, São Paulo - 27/03/11

por Rogério Talarico da MetalConcerts.net

Imagine um show com guitarras pesadas, vocais extremos e uma bateria marcante? Foi assim que iniciou a noite na capital Paulista, no Carioca Club, dia 27 de Março.

Produzido pela Negri Concerts, o show do Exciter estava previsto para iniciar lá pelas 22H, porém iniciou-se mais cedo, às 21H10, não tendo banda de abertura conforme divulgado, a Queen Evil, devido ao seu baterista ter passado mal no mesmo dia, deixando todos impacientes pela espera tão aguardada há 20 anos pelo Exciter, entretanto, não atrapalhando a noite e ajudando a todos que moravam longe, por começar tão cedo o show principal.

 

Para conferir a resenha completa, CLIQUE AQUI.

 

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter