Morbid Angel - Opinião, Porto Alegre - 21/05/2013

por Carol Flores

O Morbid Angel, um dos nomes mais importantes do Death Metal, passou pela primeira vez por terras gaúchas na última terça-feira. O quarteto norte-americano, juntamente com o show da banda In Torment, foi um presente para os fãs do gênero que compareceram em bom número para prestigiar o evento.

O som pesado de qualidade da In Torment se mostrou condizente com o gosto do público que começava a lotar o Opinião.  Era notável o retorno dado à banda pelos presentes assim como o profissionalismo desse grupo que já conta com mais de 15 anos de estrada e três álbuns elogiados pela mídia especializada internacional.  Alexandre Graessler (guitarra), Alex Zuchi (vocal), Rafael Giovanoli (guitarra), Bruno Fogaça (baixo) e Dio (bateria) mostraram que também não deixam nada a desejar quando o assunto é presença de palco. Vale destacar as músicas “Into Abyssal Landscapes” e “Labyrinth of Depravity”, ambas bem representativas de todo potencial da In Torment.

O Morbid Angel subiu ao palco ao som de um dos seus hinos: "Immortal Rites", do primeiro trabalho da banda o renomado “Altars of Madness” (1989). Mesmo lançado há 24 anos este é um dos trabalhos mais lembrados pelos fãs o que explica o predomínio do mesmo no setlist. “Maze of Torment” e “Lord of All Fevers and Plague” seguida por “Chapel of Ghouls” também foram apresentadas na primeira parte da noite.

No intervalo entre algumas músicas o vocalista David Vincent, também a mente por trás de várias composições juntamente com o guitarrista Trey Azagthoth, fez questão de entrar em contato com os fãs.  O mais recente álbum do grupo “Illud Divinum Insanus” (2010) marcou presença com “Existo Vulgoré” e “Nevermore”, mas foram as antigas que de fato agradaram com várias rodas se formando na pista.

Já o encore começou com “Dawn of the Angry” e “Where the Slime Live”, ambas do excelente album “Domination” (1995). Destructhor, há apenas cinco anos no grupo, e Tim Yeung, substituto do grande baterista Pete Sandoval, deram o melhor de si no palco formando um bom time com Vincent e Azagthoth. Depois de um pouco mais de uma hora o show chegou ao fim com “God of Emptiness” seguida de “World of Shit (The Promised Land)” do álbum Covenant (1993).

A Urânio Produtora está de parabéns por continuar investindo forte na cena rock em Porto Alegre, trazendo bandas que o público gaúcho ainda não teve a chance de conferir ao vivo como foi o caso dessa grande noite com uma das lendas do Death Metal.

 

Setlist

Immortal Rites

Fall From Grace

Rapture

Maze of Torment

Existo Vulgoré

Nevermore

Lord of All Fevers and Plague

Chapel of Ghouls

Encore:

Dawn of the Angry

Where the Slime Live

Bil Ur-Sag

God of Emptiness

World of Shit (The Promised Land)


Agradecimentos à equipe da Urânio Produtora

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter