Children Of Bodom - Carioca Club, São Paulo - 04/12/2011

Por Rogério Talarico
Fotos por Bárbara Martins

O ano de 2011 está no seu último mês, mas com dezembro ainda no começo e claro, São Paulo não poderia deixar de receber mais um show internacional. Desta vez, estamos falando de Children of Bodom, o quinteto finlandês passou novamente no Brasil após dois anos, desta vez para divulgação de seu novo álbum “Relentless Reckless Forever”, lançado neste ano.

Noite de domingo gelada em São Paulo, às 20h10min a banda capitaneada por Alexi Laiho nos vocais e guitarra, Jaska Raatikainen na bateria, Henkka Seppälä no baixo, Janne Wirman nos teclados e Roope Latvala na guitarra secundária adentrava o palco do Carioca Club. Com Jaska sendo o primeiro a entrar, iniciou-se “Shovel Knockout” e sem parar emendou a pesada “Are You Dead Yet?” do CD homônimo de 2005, terminando com um breve solo de guitarra. Após Alexi anunciar “Not My Funeral”, abriu-se um grande bate-cabeça no meio da pista, levando o público ao delírio, no refrão.

Não querendo ser redundante ao se tratar de Children of Bodom, com muito peso surgiu “Kissing the Shadows”, seguida pela empolgante “Living Dead Beat”, com o público não parecendo se cansar de pular, gritar e formar novamente outra roda de bate-cabeça, Latvala interagiu com o público pedindo mãos para cima num momento único do show, pois a banda pareceu apática ao público durante o resto do show. Sem mais delongas, o show seguiu com músicas ímpares dos finlandeses, tendo a nova “Roundtrip to Hell and Back”, “Children of Bodom”, que levou o público a loucura, sendo uma das mais esperadas da noite, “Deadnight Warrior” e “Hate Me!”.

A banda não parou de tocar nem por 5 segundos e o público já clamava: “BODOM, BODOM, BODOM!”, em um contínuo coro que somente se acalmou com o começo de “Sixpounder” e “Blooddrunk”. Com uma espécie de sirene “Angels Don’t Kill” deu-se início com uma bandeira do Brasil estirada sob o tripé do teclado de Janne e, ao termino, já se escutava a guitarra de Alexi que neste momento lembrou até mesmo uma britadeira, indicando o começo de “In Your Face”.  Por ser uma banda conhecida por seus covers inusitados (tendo inclusive um cover da música “Oops! I Did It Again”, da cantora Britney Spears), iniciou “Don’t Stop Believing’”, do Journey, tocando somente sua introdução e iniciaram “Hate Crew Deathroll”, com a banda interagindo entre si somente nesse instante e logo se despedindo, retirando-se do palco.

No retorno do Bis, a banda executou “Bodom After Midnight” e “Bodom Beach Terror”. Ao termino desta última, solicitaram ao público que cantasse parabéns em português mesmo, para comemorar o aniversário de seu técnico de som. Após essa brincadeira única com o público e sem mais comunicações, o show encerrou-se com “Downfall”.

Foi um bom show. Muito empolgante pela ótima escolha das músicas e ótima execução de suas canções por parte dos músicos, porém sendo curto, tendo apenas 1h30min de duração e sem maiores interações da banda com o público, talvez deixando á desejar ao se tratar de carisma com seus fãs.

 

Set List:


1.Shovel Knockout
2.Are You Dead Yet?
3.Not My Funeral
4.Kissing the Shadows
5.Living Dead Beat
6.Roundtrip to Hell and Back
7.Children of Bodom
8.Deadnight Warrior
9.Hate Me!
10.Sixpounder
11.Blooddrunk
12.Angels Don’t Kill
13.In Your Face
14.Don’t Stop Believin’ (Journey cover)
15.Hate Crew Deathroll

Bis 1
16.Bodom After Midnight
17.Bodom Beach Terror

Bis 2
18.Downfall

 

Agradecimentos: Heloisa Vidal - Free Pass Entretenimento

Pesquisa

Redes Sociais

Newsletter