Pain of Salvation - Carioca Club, São Paulo - 29/04/2018

Por Rogério Talarico
Fotos por Amanda Sampaio

Confira mais fotos do show em nosso Flickr.

No último domingo de Abril, o Pain of Salvation retornou a São Paulo para divulgar “The Passing Light of Day”, seu mais recente álbum, lançado em 2017. A banda que primeiramente se apresentaria no mês de Fevereiro no país, teve seu show remarcado devido a saúde do vocalista Daniel Gildenlöw, que estava com uma forte gripe e não pôde embarcar para a América do Sul para fazer uma serie de 6 apresentações, sendo 4 deles em terras tupiniquins.

Às 19h10min, a banda capitaneada pelo já citado Daniel nos vocais e guitarra, Johan Hallgren - que voltou à banda após a conturbada saída do guitarrista Ragnar Zolberg - na guitarra solo, Léo Margarit na bateria, Daniel Karlsson no teclado e pelo baixista Gustaf Hielm, subiu ao palco ao som de “Full Throttle Tribe” com a banda assumindo seus instrumentos logo após sua introdução.

“Reasons” foi tocada logo na sequência e teve um dos momentos mais intensos do show, com Daniel, Johan e Gustaf finalizando a música em um momento de muita sincronia e performance. Uma das mais esperadas canções foi tocada e com “Meaningless” o público finalmente deu as caras e cantou em coro no refrão da canção.

Depois de 3 canções de seu último lançamento, Daniel e cia resolveram tocar ‘a velharia’ da banda e abriram espaço para executar hits como “Linoleum” – que encaixa muito bem quando executada após Meaningless -, a tocante “Rope Ends”, a bela “Beyond the Pale” e “Kingdom of Loss”, que lembra muito canções do Pink Floyd. O grupo concentrou o ‘meio do show’ principalmente em canções dos álbuns “The Perfect Element, Part I” (2000) e “Remedy Lane” (2002) e assim, continuaram tocando “Inside Out” e “Ashes’ que foi outro momento marcante no show, com Johan interpretando a canção de forma única.

A banda se despediu do palco com a bela “On a Tuesday” com o baterista Léo roubando toda a cena no palco, pois além de tocar seu instrumento de forma bastante intensa, se mostrou um ótimo vocalista e fez a parte central da canção quase que à capella, sendo outro ponto alto do show.

No retorno do bis, a banda tocou “Spirit Of The Land”, “Inside” que Gildenlöw cantou sem sua guitarra e interagiu à frente do palco com seus fãs e então, encerrou sua calorosa apresentação com a música que carrega o nome do álbum em divulgação “The Passing Light of Day”. O quinteto se retirou do palco com todos os integrantes agradecendo fortemente ao público paulistano pela noite.

Ver um show do Pain of Salvation é uma aula de música e performance, pois além de Daniel ser um frontman incrível e com uma ótima presença de palco, possui uma banda extremamente competente e que entrega o máximo de si. Que não demorem muito para retornar ao Brasil!

Agradecimentos ao Luciano Piantonni da Lanciare Comunicação pela atenção e credenciamento.

Set List:

Full Throttle Tribe
Reasons
Meaningless
Linoleum
Rope Ends
Beyond the Pale
Kingdom of Loss
Inside Out
Ashes
Silent Gold
On a Tuesday

Bis:
Spirit Of The Land
Inside
The Passing Light of Day

 

Daniel Cavanagh - Manifesto Bar, São Paulo - 05/05/2018

Por Rogério Talarico

Após 4 anos de seu último show acústico no Brasil, Daniel Cavanagh, o exímio guitarrista do Anathema, retornou a São Paulo divulgando seu mais recente lançamento, o álbum “Monochrome”, lançado em 2017. Em sua última passagem solo pelo país, Danny Cavanagh veio acompanhado da bela vocalista Anneke Van Giersbergen (Ex-The Gathering, Agua de Annique, The Gentle Storm, VUUR) em que, além de duetos, cada um fez um show exclusivo.

A apresentação começou às 19h10min com o multi-instrumentista tocando “Wish You Where Here” do Pink Floyd, cativando todos os presentes no Manifesto Bar logo na primeira canção. O vocalista que não é muito de falar no palco estava muito comunicativo e brincalhão nesta noite e com sua animação e carisma, transformou esta intimista apresentação em um stand-up commedy, tamanha interação com a plateia.

Danny não chega a ser um vocalista que possui um timbre vocal diferenciado, mas por ter uma voz muito parecida com a de seu irmão e vocalista do Anathema, Vincent Cavanagh, com certeza faz uma releitura muito interessante das músicas de sua banda. Petardos como a bela ”Spring”, “Fragile Dreams” e as clássicas “Untouchable parte 1 e 2” - que é uma música dividida em 2 partes - foram executadas e certamente foram o ponto alto do show.

De seu novo disco solo, apenas foi tocada “The Exorcist’ que foi executada no teclado, que é um bom single mas não foi nem de perto um momento marcante do show, mostrando que os mais de cem fãs presentes na pista do Manifesto estavam alí para apreciar canções do Anathema. Entre um cover ou outro como “Enjoy The Silence” do Depeche Mode e até mesmo um inusitado trecho de “Ace of Spades” do Motörhead na voz e violão, o vocalista entendeu muito bem a vontade dos fãs e atendeu até mesmo alguns pedidos do público como “Flying”, “Temporary Peace” e música que carrega o nome da banda, “Anathema”.

Após 1h30min, Danny finalizou sua apresentação com “High Hopes” do Pink Floyd, entregando um show coeso, com muita brincadeira e emoção. Após alguns minutos do término de seu show, Daniel desceu, atendeu seu público e cantarolou algumas canções que estavam tocando na pista do Bar em São Paulo, dando uma atmosfera ainda mais intimista para uma noite que sem dúvidas ficará marcada na mente de cada fã presente.

Agradecimentos ao Lucas Novaes da Overload pela atenção e credenciamento.

Set List:

Wish You Were Here (Pink Floyd)
Springfield (Anathema)
Fragile Dreams (Anathema)
Untouchable Part 1 (Anathema)
Untouchable Part 2 (Anathema)
The Exorcist
Enjoy the Silence (Depeche Mode)
Are You There? (Anathema)
Running Up That Hill (Kate Bush)
Another Brick in the Wall Part 2 (Pink Floyd)
Ace of Spades [trecho] (Motorhead)
Lost Control (Anathema)
Flying (Anathema)
Temporary Peace (Anathema)
Anathema (Anathema)
High Hopes (Pink Floyd)

 

Therion: The Devil entra como suporte de turnê no Brasil.

A 'misteriosa' banda The Devil (Reino Unido), que recentemente tem sido o support act do Therion em shows pela Europa, se juntou novamente ao grupo capitaneado por Christofer Johnsson e será a banda de abertura nos shows de São Paulo (11/05), Rio de Janeiro (12/05) e Belo Horizonte (13/05), entrando nos palcos antes da banda convidada Cellar Darling.

A produtora EV7 Live também informa que as vendas de ingresso para o show do  em Belo Horizonte, possuem um novo ponto de venda, com localização descrita logo abaixo:

Days Music Store
Rua Alagoas, 730, loja 4, Savassi
Funcionamento: 10h às 19h

SERVIÇO:

11/05 - Therion + Cellar Darling.  Abertura The Devil - São Paulo/SP
Local: Carioca Clube Pinheiros
---
12/05 - Therion + Cellar Darling.  Abertura The Devil - Rio de Janeiro/RJ
Local: Teatro Rival Petrobrás
---
13/05 - Therion + Cellar Darling.  Abertura The Devil - Belo Horizonte/MG
Local: Music Hall BH


Fonte: LMAA - Assessoria de Comunicação EV7 Live


 

Pain Of Salvation: Turnê Sul Americana de “In The Passing Light Of Day” chega ao Brasil nesta semana

Nesta semana o Pain Of Salvation retorna ao Brasil como parte de sua nova turnê Sul Americana, divulgando o excelente “In The Passing Light Of Day”.

O vocalista/guitarrista/líder Daniel Gildenlöw enviou uma mensagem bem humorada para os fãs. Assista:    https://www.youtube.com/watch?v=_EzN6JCYAmM&feature=youtu.be

Serão 6 datas América do Sul:

26/04 – Rio de Janeiro/RJ @Teatro Rival
27/04 – Belo Horizonte/MG @Granfinos
28/04 – Limeira/SP @Bar da Montanha
29/04 – São Paulo/SP @Carioca Club
01/05 - Buenos Aires/Argentina @Roxy Live
03/05 – Santiago/Chile @Blondie

*Os shows originalmente aconteceriam no mês de Fevereiro, mas por problemas de saúde do líder, foram reagendados para este mês.

Nessa nova tour o Pain Of Salvation virá com um grande atrativo; a volta do guitarrista Johan Hallgren, um dos membros mais queridos pelos fãs da banda, que esteve desde o começo, e em seus discos clássicos.
“In The Passing Light Of Day” é o décimo álbum de estúdio do Pain Of Salvation, e traz um resgate ao Prog Metal que consolidou a banda como uma das gigantes do gênero.
Ame ou odeie; o Pain Of Salvation é uma das bandas mais originais de sua geração – e sem descambar (ou apelar!) para as tendências da moda, invencionices, ou algo do tipo. A banda é pura e simplesmente para aqueles que amam a boa música, aquela feita com o coração e a alma. E isso os suecos fazem muito bem!
A formação atual traz Daniel Gildenlöw (vocal e guitarra), Johan Hallgren (guitarra, vocais), Léo Margarit (bateria e vocais), Daniel Karlsson (teclados, vocais) e Gustaf Hielm (baixo, vocais).

Para conferir mais informações sobre o show, clique aqui.

 

Sons of Apollo traz estrelas do rock mundial ao Brasil

Quem diria que nomes emblemáticos como Jeff Scott Soto (vocal, ex-Journey, Talisman, Yngwie Malmsteen’s Rising Force), Ron ‘Bumblefoot’ Thal (guitarra, ex-Guns N’ Roses), Billy Sheehan (baixo, The Winery Dogs, Mr. Big, David Lee Roth), Derek Sherinian (teclado, ex-Dream Theater) e Mike Portnoy (bateria, ex-Dream Theater, Adrenaline Mob, The Winery Dogs) um dia iriam se reunir para formar outro verdadeiro dream team do rock mundial: o Sons of Apollo.

Após gravar e lançar o impressionante debut álbum “Psychotic Symphony”, o supergrupo não perdeu tempo e logo caiu na estrada. Após passar pelas principais cidades dos EUA, a banda agora está prestes a iniciar importante turnê pela América Latina.

Uma das principais apresentações acontece, no próximo dia 14 de abril, na Tropical Butantã, em São Paulo. No repertório, além das principais composições de “Psychotic Symphony”, o público ainda pode esperar muitas surpresas.

Os ingressos continuam à venda pelo site da Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/show/5776-sonsofapollo-saopaulo-sp) e diversos pontos autorizados na capital paulista, Barueri, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Campinas, Jundiaí, Sorocaba e Guarujá (https://ticketbrasil.com.br/show/5776-sonsofapollo-saopaulo-sp/pontos-de-venda). Mais informações abaixo.

O exímio Mike Portnoy enviou recado para que os fãs prestigiem aos shows desta excursão em https://www.youtube.com/watch?v=I6y8e9CS0t0. Derek Sherinian  também gravou mensagem ao público em https://www.facebook.com/toplinkmusicoficial/videos/1682755541819224.

Confira o trailer da apresentação em São Paulo em https://www.facebook.com/RadioTvCorsario/videos/1356601214445132.

A história do Sons of Apollo começou nos primeiros meses de 2017. Rumores começaram a circular sobre um novo projeto secreto de Mike Portnoy e Derek Sherinian. Finalmente, no começo de agosto, a dupla revelou os principais detalhes do mais novo dream team do rock mundial.

“Psychotic Symphony” foi produzido por Mike Portnoy e Derek Sherinian, dupla carinhosamente conhecida como “The Del Fuvio Brothers”, que é o apelido dado a eles há mais de 20 anos durante os tempos de Dream Theater. “Mike e eu trabalhamos em um ritmo implacável no estúdio”, conta Sherinian. “A música é moderna, mas nós temos uma velha alma juvenil. O que é único sobre Sons of Apollo é que nós temos a verdadeira magia do rock junto com o virtuosismo – uma combinação letal!”, finaliza o tecladista.

A banda Sons of Apollo se reuniu de uma maneira muito orgânica, como explica Mike Portnoy: “Derek e eu nos reunimos pouco depois de ter deixado Dream Theater em 2010 e reunimos uma banda instrumental com Billy Sheehan e Tony MacAlpine. Foi a primeira vez que trabalhei com Derek desde os anos 90, quando estava no Dream Theater e foi ótimo trabalhar novamente com ele. Desde essa turnê, que realmente era uma coisa única, ele me cutucou para começar Uma banda original e em tempo integral. Até então não tivemos tempo para isso, pois eu tinha muitas outras coisas para finalizar, mas agora finalmente ela nasceu e se concretizou”, explicou o baterista.

Os músicos explicam a origem do nome Sons of Apollo. “Eu tenho uma lista de nomes diferentes de bandas guardado em meu celular, que eu sempre tenho que olhar a cada vez que eu tenho uma nova banda em todos os anos (risos). Então, puxei a lista e Apollo era um dos nomes da lista. Era uma palavra que nós realmente gostamos. Começamos a mexer com diferentes variações da palavra. Um dos nomes originais da banda era Apollo Creed, o personagem do filme “Rocky”, mas depois de muitas discussões diferentes em diferentes variações, Derek sugeriu Sons of Apollo. Apollo é o Deus da Música, então com isso em mente parecia um nome apropriado”, comentou o baterista Mike Portnoy.

SERVIÇO SÃO PAULO

Top Link Music, NMC Live e Rádio & TV Corsário orgulhosamente apresentam Sons of Apollo
Data: 14 de abril de 2018 (sábado)
Local: Tropical Butantã - www.tropicalbutanta.com.br
End: Av. Valdemar Ferreira, 93 (200m do Metrô Butantã)
Abertura da casa: 19h (abertura da casa) | 20h30 (banda de abertura – a ser divulgada) | 22h (previsão de início do show)
Evento FB: https://www.facebook.com/events/776218629234499
Infoline: 11 3031-0393
Classificação etária: 16 anos. Entre 14-16 anos somente acompanhado por pai ou mãe munidos de documentos
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria 

SETORES/VALORES
- PISTA MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 120,00 (1º lote)
- PISTA VIP MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 200,00 (2º lote)
- CAMAROTE MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 240,00 (1º lote)

*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

# COMPRA PELA INTERNET – https://ticketbrasil.com.br/show/5776-sonsofapollo-saopaulo-sp
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club
# PONTO DE VENDA OFICIAL (sem taxa de serviço): bilheteria Tropical Butantã
# PONTOS AUTORIZADOS em São Paulo, Barueri, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Campinas, Jundiaí, Sorocaba e Guarujá. Consulte o ponto de venda mais próximo da sua região em https://ticketbrasil.com.br/show/5776-sonsofapollo-saopaulo-sp/pontos-de-venda.

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.


Fonte: 

 

Pesquisa

Redes Sociais

Shows em destaque



 

Newsletter